Será que Moisés Realmente foi Ressuscitado?


Qual a verdadeira condição de Moisés no momento da transfiguração com Jesus, no monte? De acordo com a posição oficial da Igreja Adventista a passagem de Mt 17 / Mc 9 /Lc 9 não prova a imortalidade da alma, conforme a visão evangélica.

"E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz. E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele." Mateus 17:2-3

Concordamos com metade da explicação oferecida por Adventistas, visto que, de acordo com 2 Rs 2.11, Elias não morreu, mas foi elevado aos céus por um redemoinho (e não por um carro de fogo, como muitos imaginam).

No entanto, apologistas Adventistas se complicam ao explicar a condição do falecido Moisés no evento da transfiguração. Para uniformizar o evento com a doutrina adventista conhecida como “sono da alma”, recorrem ao texto de Jd 1.9, a fim de embasar seu raciocínio de que Moisés teria sido ressuscitado por Jesus (na passagem, personificado por Miguel) e, por esse motivo, esteve presente no evento da transfiguração.

“Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda.” Judas 1:9

Ao invés de abordar os falsos pressupostos adventistas de que o Arcanjo Miguel é Jesus, e de que Moisés teria ressuscitado primeiro que Cristo, escolhemos focar nossa atenção na declaração de Judas, na qual o texto diz claramente que Miguel “disputava a respeito do corpo (cadáver) de Moisés”. O que isso quis dizer? Será que está de acordo com o pensamento adventista de que há uma declaração implícita sobre a ressurreição de Moisés?

Nossa análise partirá dos princípios hermenêuticos em que devemos considerar as palavras em seu sentido usual, além de considerá-lo dentro de seu contexto.

É comum usarmos o termo corpo para referirmos ao que resta da pessoa após a morte. Já que não possui mais a personalidade própria de quem está vivo, aquele que faleceu não pode mais ser chamado de pessoa. É apenas um corpo. Assim, considerando o sentido usual da palavra corpo, podemos dizer que somos autorizados a entender que Judas referiu-se ao corpo morto de Moisés.

Já o contexto a ser tomado é o de que Judas adverte a Igreja contra os falsos mestres que causam dissensões. O verso 8 diz que as pessoas já contaminadas não se submetiam às lideranças da Igreja. E é nesse contexto que o verso 9 declara que até no mundo espiritual existe subordinação. E foi por esta razão que Miguel, mesmo sendo um arcanjo divino, resumiu-se a repreender Satanás em nome do Senhor, em vez de ficar proferindo impropérios e maldições contra ele.

Concluímos que o contexto não admite a declaração de que Moisés foi ressuscitado (até por que não é esse o objetivo da carta de Judas). Entretanto, pelo sentido usual da palavra corpo, é possível admitir que o corpo de Moisés era um corpo morto. Afinal, é assim que a humanidade usualmente se refere àqueles que já faleceram.

Recorremos então à busca de clareza em outras passagens que tratem do mesmo assunto e, sobre Moisés, temos declarado que este morreu e Deus o sepultou em local desconhecido pelo homem (Dt 34.6). E esta é a última declaração inequívoca a respeito do estado de Moisés nas Escrituras: está morto e sepultado.

Façamos um último apelo àquilo que os historiadores chamam de crítica externa das fontes literárias. Com ela, os historiadores buscam outros documentos que corroborem a visão apresentada pelos documentos principais. Neste caso, procuraremos realizar a critica da fonte utilizada por Judas ao escrever o verso 9.

Os estudiosos do assunto dizem que Judas lançou mão de diversos escritos que lhe eram contemporâneos. Neste verso, em especial, conjectura-se que Judas o tenha extraído dos escritos conhecidos como A Assunção de Moisés. Para quem lê o título, imagina que Moisés verdadeiramente ascendeu aos céus em seu próprio corpo após sua morte. Será que é assim, mesmo?

Infelizmente, o que sobrou dos tais escritos não é conclusivo a respeito do verdadeiro estado de Moisés após seu enterro. O manuscrito possui trechos ilegíveis e, até mesmo, destruídos. Contudo, como sabemos que a Bíblia é totalmente inspirada, podemos crer que tal informação é verídica, mesmo que tenha origem em um escrito não-canonizado. Mas... como fica Moisés? Está vivo ou morto, no momento da disputa entre Miguel e Satanás?

Bem... em última instância, vejamos o que diz R.H.Charles, em seu livro “The Assumption of Moses”:

Agora, a julgar pelos fragmentos gregos sobreviventes, que daremos na íntegra hoje, a ordem da ação em Assunção original era provavelmente como segue:

I. Miguel é comissionado para enterrar Moisés
II. Satanás se opõe a seu enterro, por dois motivos

(A) Em primeiro lugar, Satanás afirma ser o senhor da matéria (daí o corpo por direito deve ser entregue a ele). Para esta afirmação Miguel responde: "O Senhor te repreenda, pois foi o Espírito de Deus que criou o mundo e toda a humanidade." (Daí não Satanás, mas Deus era o Senhor da matéria).

(B) Em segundo lugar, Satanás traz a acusação de assassinato contra Moisés. (A resposta a esta acusação é requerida)

III. Ao refutar as acusações de Satanás, Miguel então procede a acusação de Satanás como tendo inspirado a serpente para tentar Adão e Eva.

IV. Finalmente, depois de toda a oposição ter sido superada, a Assunção tem lugar na presença de Josué e Calebe, e de uma maneira muito peculiar. Uma apresentação dupla de Moisés aparece: uma é Moisés "vivo em espírito", que é levada para o céu, o outro é o corpo de Moisés, que está enterrado nos recessos das montanhas.

Este esboço é fundada, como temos observado, em cotações e referências que ocorrem em São Judas e escritores subseqüentes. (CHARLES, R.H. The Assumption of Moses, pg 105)

Do que se conclui, as evidências hermenêuticas e críticas apontam para a interpretação evangélica, como a que melhor se harmoniza com os demais escritos da Bíblia. A saber: que Moisés estava morto quando Miguel disputou o corpo dele e assim permanecerá até o dia da primeira ressurreição dos justos.

Abraços a todos,

Diego Romualdo
tenenteromualdo@gmail.com

48 comentários:

nadanospodemoscontraverdade disse...

Para realmente saber a verdadeira condição de Moisés no momento da transfiguração com Jesus, no monte, precisamos antes, através da Palavra de Deus verificar o que ela diz acerca dos que morrem (estados dos mortos).

O profeta Davi (Atos 2:29,30) declarou em Salmos 17:15 que quando ele acordar contemplaria a Face de Deus e se satisfaria com a Sua semelhança, ou se você preferir: a Palavra de Deus declara que Davi contemplará a Face de Deus e satisfará com a Sua semelhança quando acordar. Agora veja a Palavra de Deus confirmando ou se você preferir veja Davi confirmando: “...Não me escondas a Tua Face para que eu não me torne como os que baixam à cova” (Sal. 143:7), ou seja, quem baixa à cova (morrem) não vêem a Face de Deus, porque por si só “aquele que desce a sepultura jamais tornará a subir”, “nunca mais tornará a sua casa”, porque até “há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer a sua raiz e no chão morre o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como a planta nova. O homem, porem, morre e fica prostrado; expira o homem e onde está? Como as a guas do lago se evaporam, e o rio se esgotam e seca, assim o homem se deita e não se levanta; enquanto existirem os céus, não acordará, nem será despertado do seu sono” (Jô 7:9,10 e 14: 7 a 12).

Veja mais sobre a condição do que morrem NA PALAVRA DE DEUS:

-Só Deus é imortal (I Tim. 1:17- 6: 15,16-Sal. 89:48- Isaías 51:12- Eze. 18:4, 20).
-Deus deu limites ao homem dos quais não passará (Jô 14:5).

-Porque quando o homem tornar ao pó, no mesmo dia PERECEM TODOS os seus desígnios (Sal. 146:4).

-Porque na morte não há recordação de Deus, nem louvam a Deus (Sal. 6:5- 88: 10,11- 115:17.

- Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem COISA NENHUMA, amor, ódio, inveja PERECERAM e sua memória jaz no esquecimento. Pois na morte, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria ALGUMA (Ecles. 9: 5,6,10).

-Até porque, na morte o homem é semelhante aos animais quando morrem, voltam para o mesmo lugar, pois ambos foram criados do pó e tem o mesmo fôlego de vida (Ecles. 3: 19,20- Gen. 1:30- 2:19- 6: 17- 7:15,22,23).

Há de ser observado que tanto os homens quantos os animais foram criados por Deus para não morrerem, e que a morte passou a existir por causa do pecado (Gen. 1:24 a 31-Rom. 5:12-6:12-).A única vantagem que os homens mortos terão sobre os animais é que os homens serão ressuscitados, uns para a vida eterna e outros para a morte eterna, e os animais não( Daniel 12:2- João 5:28,29- Atos 24:15)

Deve ficar claro que quando Deus declara que não há “conhecimento ou recordação após a morte”, é porque não há mesmo, Deus não é homem para que minta (Num. 23:19). “Deus que não pode mentir”( Tito 1:2). “É impossível que Deus minta” (Heb. 6:18- Prov. 30:5,6- Heb. 13:8- I Pedro 2:21-22.


Observe que Davi declara que a porção dos homens ímpios está na terra. Mas ele contemplará a face de Deus e “me satisfarei da tua semelhança quando acordar”(Salmos 17:13 ,14,15). E, que falando da sua morte afirmou que iria “pelo o caminho de todos os mortais”(I Reis 2:2), o que juntamente com os demais textos sagrados faz cair por terra toda declaração fajuta que os mortos “certamente conhecem o que está se passando no céu” ou todos os que morrem no Senhor vão para Glória vejam:
:” Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará? (Salmos 6:5- Isaías 38:18,19). continua
Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br

nadanospodemoscontraverdade disse...

Veja que Davi disse que “quando acordar”. Agora olha o que é dito para Daniel : “Tu, porém, segue o teu caminho até ao fim; pois descansarás e, ao fim dos dias, te levantarás para receber a tua herança” (Daniel 12:13), ou seja, Daniel só receberá a herança prometido por Deus no fins quando se levantar, a semelhança de Davi.
Há de ser observado ainda que Pedro falando acerca da ressurreição de Cristo, declara que Davi estava morto e seu tumulo permanecia entre eles e declara ainda que Davi não subiu ao céu, ou seja, a Palavra de Deus afirma que Davi não subiu ao céu( Atos2:29,34). Veja também que a Palavra de Deus declara que Davi “adormeceu, foi para junto de seus pais....”(Atos 13:36).

Portanto, é conversa fiada afirmar que : “A Bí­blia ensina muito claramente que a alma sobrevive à morte”(Ezequiel 13:17 a 19-18:4, 20-Salmos 16:10- 33:19-78:50-Isaías 51:12), na verdade é doutrina de demônios, pois A Palavra de Deus declara que só o Senhor tem a imortalidade (I Tim. 6:16).

Ainda sobre o fato de que quando o homem morre não vai para a glória , paraíso, inferno ou muito menos encarnamos o livro de Eclesiastes por si só é incontroverso, e que a controvérsia foi posta pelo diabo e os homem aceitaram. Contudo, Deus O Criador deixou claro através do livro de Eclesiastes que o homem justo ou perverso, quando morre vão para o mesmo lugar dos animais quando morrem e pro mesmo lugar do aborto, observe:

Porque o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos animais, e lhes sucede a mesma coisa; como morre um, assim morre o outro; e todos têm o mesmo fôlego, e a vantagem dos homens sobre os animais não é nenhuma, porque todos são vaidade. Todos vão (para um lugar); todos foram feitos do pó, e todos voltarão ao pó. (Eclesiastes 3:19-20).

Portanto, com base na Palavra de Deus, a única possibilidade de Moisés ter aparecido junto com Elias falando com Jesus é ele ter sido ressuscitado, já que a Palavra de Deus nos garante que só os vivos louvam(Isaías 38:18,19), e ainda porque: “na morte não há recordação de Deus, nem louvam a Deus (Sal. 6:5- 88: 10,11- 115:17. E,“no mesmo dia PERECEM TODOS os seus desígnios (Sal. 146:4). E, “os mortos não sabem COISA NENHUMA, amor, ódio, inveja PERECERAM e sua memória jaz no esquecimento. Pois na morte, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria ALGUMA (Ecles. 9: 5,6,10).continua.Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br


nadanospodemoscontraverdade disse...

Come se vê caro tenente Romualdo, não é só no caso de Elias que os Adventistas estão certos, mas também no caso de Moisés. É importante esclarecer que no episódio da Transfiguração Elias representam os salvos vivos por ocasião da volta de Jesus, e Moisés os salvos que morreram e serão ressuscitados por Jesus na Sua volta. Quanto a Jesus glorificado é Aquele que com poder e muita glória virá buscar os “Seus Elias” e os “Seus Moisés”. Louvado seja Deus!

Há necessidade de mencionar que o encontro dos salvos mortos com o Senhor será nos ares e na Sua volta, juntamente com os salvo vivos E, não antes na “glória ou paraíso”(I Tess. 4:16,17,18).

E, se você e os demais ao invés de focarem apenas (“na declaração de Judas, na qual o texto diz claramente que Miguel“disputava a respeito do corpo (cadáver) de Moisés”.), na critica externa e historiadores, e não focarem em toda a Palavra que proceda da boca de Deus(Mat.4:4-Isaías 8:20 e 28:13) sobre a condição dos mortos, continuarão na doutrina espírita da imortalidade da alma(Gen. 3:4) afirmando e ensinando que quando uma pessoa morre, vai para glória, paraíso, purgatório ou reencarna. E, nunca entenderão que Moisés foi ressuscitado negando inclusive a Palavra de Deus que entre os textos apresentados acima há um que declara que só os vivos louvam ao Senhor. Portanto, se Moisés na transfiguração estava de alguma forma louvando ao Senhor, é porque estava vivo. E, se estava vivo, é porque foi ressuscitado.



Quanto a alegação de que Jesus foi o 1º a ressuscitar com base em I Coríntios 15:20, tal declaração e ensinamento viola a Palavra de Deus. O que ocorre é que os defensores desse ensinamento desconhece a Palavra de Deus ou são instrumento de Satanás de forma voluntária. Veja que Elias ressuscitou uma pessoa milhares de anos da ressurreição de Jesus, sem falar de Lazaro e as demais pessoas que Jesus ressuscitou.
Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade



Tenente Romualdo disse...

Olá Osmar,

Grande prazer em tê-lo novamente participando de discussão sobre a ressurreição de Moisés.

Por favor, peço que não imagine que eu dê mais valor aos historiadores que à Bíblia. Pelo contrário: uso os historiadores para confirmar os Escritos Cristãos.

Quanto à crítica externa, vejo que você faz isso o tempo inteiro, quando relaciona textos bíblicos, escritos em épocas diversas para defender seus pontos de vista. E foi assim que os Cristãos fecharam o Cânon do Novo Testamento: avaliando-os um de acordo com o outro. Vendo se faziam sentido um em relação ao outro. Isso é fazer crítica externa.

O que fiz foi colacionar uma série de informações externas à Bíblia para contra-argumentar a ideia adventista de que Moisés ressuscitou. Os judeus nunca creram nisso, bem como nenhum texto bíblico diz da ressurreição dele. E usei os textos aparentemente usados por Judas para falar a respeito de Moisés em seu livro. Nada mais.

Entretanto, fiquei admirado com seu posicionamento a respeito da ressurreição de Jesus. O que quer, então, dizer o texto de 1ª Coríntios 15.20?

Abração

Diego Romualdo

nadanospodemoscontraverdade disse...

Na verdade a ressurreição de Jesus foi a única que trouxe vida eterna para o pecador arrependido, por isso foi feita às primícias ou tem a preeminência em relação às outras, já que “a ressurreição dos mortos veio por um homem” (I Cor. 15:21). Mas a ressurreição de Jesus não foi a 1ª. Veja o mesmo inspirado apostolo Paulo escrevendo à Timóteo (e a nós) afirma que na aparição de Jesus foi que Ele “aboliu a morte e trouxe à luz a vida e a incorrupção pelo evangelho” (2 Timóteo 1:10). Falando sobre primícias, Paulo se incluiu como tendo as primícias do Espírito (Rom. 8:23). Contudo, sabemos pela Palavra de Deus que da mesma forma que Jesus não foi o 1º a ser ressuscitado, Paulo também não foi o 1º ter o Espírito (I Samuel 16:13, 14). Observe também que quando Jesus morreu “muitos corpos de santos, que dormiam, ressuscitaram; e, (SAÍNDO DOS SEPULCROS DEPOIS DA RESSURREIÇÃO DE JESUS”-Mat.27:53,52,53), provando que mesmo durante Sua morte e ressurreição Ele não foi o 1º a ressuscitar, já que o texto sagrado declara que “muitos corpos de santos, que dormiam, RESSUSCITARAM; e, (SAÍNDO DOS SEPULCROS DEPOIS DA RESSURREIÇÃO DE JESUS”). Faço questão de mencionar pessoas que foram ressuscitadas antes da ressurreição de Jesus, além de Moisés:

-o filho da viúva de Sarepta I Reis17: 8-24;

-o filho da mulher sunamita II Reis 4:8-37

-Lázaro,João 11:1-45

-a filha de Jairo,Lucas 8:40-56

-o filho da viúva de Naim,Lucas 7:11-17

E, de lambuja, cito o fato de que um cadáver foi posto na sepultura de Eliseu e ao ter tocado nos ossos dele reviveu( II Reis 13:20,21).

Quantos aos judeus, eles não creram nem no fato de Jesus ser o Messias, muito menos na Ressurreição de Jesus, quanto mais na de Moisés.

Há ainda outro fato a ser observado:

Jesus, após sua ressurreição, disse que um espírito não tem carne nem osso ( Mat. 24: 39). E, quando Pedro na monte da transfiguração viu Jesus com mais dois, reconheceu tanto Elias quanto Moisés, deixando claro que o reconhecimento da parte de Pedro foi uma obra do Espírito Santo. Ou seja, ele viu pessoalmente Moisés sem fazer nenhuma distinção entre Elias e Moisés. Pedro não viveu com Eles para de forma natural reconhecê-los e identificá-los. Lucas deixa claro que eles apareceram em glória e falavam da Sua partida, que Ele(Jesus) estava para cumprir em Jerusalém (Lucas 9:28 a 36), o que seria uma contradição da Palavra de Deus Jesus e Elias conversarem com um morto ou uma pessoa não ressuscitada, já que a Palavra de Deus deixa bem claro(Ecles. 9:5,6,10-Salmos 6:5-115:17) que os mortos NÃO:

- tem parte a coisa alguma que se faz debaixo do sol.

-há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.

- sabe coisa nenhuma.

-há recordação de Deus.

- louvam o Senhor. continua
Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br


nadanospodemoscontraverdade disse...

E, uma entre muitas evidencia da Palavra de Deus de os justos ou santos que morrem não vão para a glória, paraíso ou céu (salvo algumas exceções especificas como no caso da transfiguração de Jesus), é a declaração de Paulo de que se Jesus não tivesse ressuscitado os que dormiram em Cristo estariam perdidos (I Cor. 15:17,18). Ou seja, para estarem perdidos (caso Jesus não ressuscitasse), é porque não estavam glória, paraíso ou céu, e sim no “sono da morte”, onde não acordariam, veja mais uma vez: “aquele que desce a sepultura jamais tornará a subir”, “nunca mais tornará a sua casa”, porque até “há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer a sua raiz e no chão morre o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como a planta nova. O homem, porem, morre e fica prostrado; expira o homem e onde está? Como as águas do lago se evaporam, e o rio se esgotam e seca, assim o homem se deita e não se levanta; enquanto existirem os céus, não acordará, nem será despertado do seu sono” Jô 7:9,10 e 14: 7 a 12.

E, mais uma das provas de que os santos mortos não vão para glória, paraíso ou céu está no fato de a Palavra de Deus registrar que na morte de Jesus “muitos CORPOS de santos, que DORMIAM, ressuscitaram”(Mat. 27:52)



Portanto, a alegação de que Jesus foi o 1º a ressuscitar com base em I Coríntios 15:20, bem como a declaração de que a ressurreição de Moisés pelo próprio Jesus na “armadura de Miguel”, tira dEle a primazia, viola a Palavra de Deus e faz cair por terra o argumento fracassado de que Moisés não pôde ter sido ressuscitado cronologicamente 1º do que Jesus. O que ocorre é que os defensores desse ensinamento desconhecem a Palavra de Deus ou são instrumentos de Satanás de forma voluntária para afastarem as pessoas das verdades ensinadas na igreja Adventista do 7º Dia. Mas já sabemos que o dragão está irado e faz guerra exclusivamente contra os que guardam os Mandamentos de Deus e tem o Testemunho de Jesus.Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br


Tenente Romualdo disse...

Olá Osmar...

Resolvi estudar sobre a proposta que você trouxe. Em momento nenhum duvido que outras pessoas possam ter ressuscitado antes de Jesus. Afinal, o próprio Jesus ressuscitou pessoas em seu ministério, como você mesmo enumerou.

Se você observar bem, o termo primícias é originado da Lei das Primícias, onde os primeiros frutos eram separados para Deus, simbolizando a Sua importância na vida do povo escolhido (Lv 23.9-11). Pelo ritual se observa que as primícias eram tirada daquilo que era colhido primeiro. Não vale aqui discutir se primícias significa o mais proeminente ou o primeiro fruto colhido, pois se o primeiro fruto colhido fosse podre, certamente o israelita não o levaria ao sacrifício. E se levasse, certamente Deus não o aceitaria, tal como aconteceu com Caim (Gn 4.5). Logo, entendo que o israelita escolhia muito bem aqueles frutos que colheria primeiro, pois eles seriam dedicados como ofertas de primícias.

Como solucionar então a questão de Cristo ser "a primícia dos que morreram"?

Estudar a origem dessas palavras e outros textos bíblicos correlacionados (crítica textual) nos explicariam o que o autor realmente quis dizer.

Quanto ao significado da palavra, no Antigo Testamento:

A palavra primícias foi a que deu origem à palavra primogênito (que também é o primeiro fruto do casamento).

Quanto ao significado da palavra no Novo Testamento:

Está ligado àquele que, como líder, foi o primeiro a começar a fazer algo.

Os outros textos bíblicos que narram esta posição de Jesus dentre os mortos o retratam como primogênito (Cl 1.18 e Ap 1.5).

Tenente Romualdo disse...

Então, como o evangélico resolve a questão? (Digo evangélico, por que Testemunhas de Jeová e Adventistas negam ser evangélicos).

Todas as pessoas que você citou como tendo sido ressuscitadas antes de Jesus e pelo próprio Jesus, tornaram a morrer. Entretanto, Cristo inaugurou um tipo de ressurreição que nenhum outro tipo de pessoa experimentou ainda, que é ressurreição eterna, para nunca mais morrer. Os santos do Antigo Testamento, que ressuscitaram na ressurreição de Jesus certamente tornaram a morrer. Tabita, Lázaro e o filho da viúva da cidade de Naim, também. Afinal, essas pessoas traziam consigo o pecado original de Adão, e deveriam ser alcançados pela morte, como determinado no Éden.

E se você disser que Moisés ressuscitou e nunca mais experimentou a morte, você faz de Moisés o inaugurador de um tipo de ressurreição que ninguém na Bíblia experimentou, a não ser Jesus.

Agora, quero aproveitar um texto seu e fazer considerações.

1 - Quando Moisés morreu, Jesus ainda não tinha nascido, sido morto ou ressuscitado.
2 - Como você disse, a ressurreição de Cristo é a esperança de todos aqueles que morreram, garantindo que um dia serão ressuscitados (1 Co 15.17,18),

Como Moisés pode ter alcançado essa bendita esperança, sem que antes Jesus a tenha oferecido, através de sua morte e ressurreição físicas?

Abração

Diego Romualdo

nadanospodemoscontraverdade disse...

Na verdade a ressurreição de Jesus foi a única que trouxe vida eterna para o pecador arrependido, por isso foi feita às primícias ou tem a preeminência em relação às outras, já que “a ressurreição dos mortos veio por um homem” (I Cor. 15:21). Mas a ressurreição de Jesus não foi a 1ª. Veja o mesmo inspirado apostolo Paulo escrevendo à Timóteo afirma que na aparição de Jesus foi que Ele “aboliu a morte e trouxe à luz a vida e a incorrupção pelo evangelho” (2 Timóteo 1:10). Falando sobre primícias, Paulo se incluiu como tendo as primícias do Espírito (Rom. 8:23). Contudo, sabemos pela Palavra de Deus que da mesma forma que Jesus não foi o 1º a ser ressuscitado, Paulo também não foi o 1º ter o Espírito (I Sa muel 16:13, 14). Observe também que quando Jesus morreu “muitos corpos de santos, que dormiam, ressuscitaram; e, (SAÍNDO DOS SEPULCROS DEPOIS DA RESSURREIÇÃO DE JESUS”-Mat.27:53,52,53), provando que mesmo durante Sua morte e ressurreição Ele não foi o 1º a ressuscitar, já que o texto sagrado declara que “muitos corpos de santos, que dormiam, RESSUSCITARAM; e, (SAÍNDO DOS SEPULCROS DEPOIS DA RESSURREIÇÃO DE JESUS”). Faço questão de mencionar pessoas que foram ressuscitadas antes da ressurreição de Jesus, além de Moisés:
-o filho da viúva de Sarepta I Reis17: 8-24;
-o filho da mulher sunamita II Reis 4:8-37
-Lázaro,João 11:1-45
-a filha de Jairo,Lucas 8:40-56
-o filho da viúva de Naim,Lucas 7:11-17
E, de lambuja, cito o fato de que um cadáver foi posto na sepultura de Eliseu e ao ter tocado nos ossos dele reviveu( II Reis 13:20,21).
Quantos aos judeus, eles não creram nem no fato de Jesus ser o Messias, muito menos na Ressurreição de Jesus, quanto mais na de Moisés.
Há ainda outro fato a ser observado:
Jesus, após sua ressurreição, disse que um espírito não tem carne nem osso ( Mat. 24: 39). E, quando Pedro na monte da transfiguração viu Jesus com mais dois, reconheceu tanto Elias quanto Moisés, deixando claro que o reconhecimento da parte de Pedro foi uma obra do Espírito Santo. Ou seja, ele viu pessoalmente Moisés sem fazer nenhuma distinção entre Elias e Moisés. Pedro não viveu com Eles para de forma natural reconhecê-los e identificá-los.

nadanospodemoscontraverdade disse...

continuação.Lucas deixa claro que eles apareceram em glória e falavam da Sua partida, que Ele(Jesus) estava para cumprir em Jerusalém (Lucas 9:28 a 36), o que seria uma contradição da Palavra de Deus Jesus e Elias conversarem com um morto ou uma pessoa não ressuscitada, já que a Palavra de Deus deixa bem claro(Ecles. 9:5,6,10-Salmos 6:5-115:17) que os mortos NÃO:
- tem parte a coisa alguma que se faz debaixo do sol.
-há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.
- sabe coisa nenhuma.
-há recordação de Deus.
- louvam o Senhor

E, uma entre muitas evidencia da Palavra de Deus de os justos ou santos que morrem não vão para a glória, paraíso ou céu (salvo algumas exceções especificas como no caso da transfiguração de Jesus), é a declaração de Paulo de que se Jesus não tivesse ressuscitado os que dormiram em Cristo estariam perdidos (I Cor. 15:17,18). Ou seja, para estarem perdidos (caso Jesus não ressuscitasse), é porque não estavam glória, paraíso ou céu, e sim no “sono da morte”, onde não acordariam. E, mais uma das provas de que os santos mortos não vão para glória, paraíso ou céu está no fato de a Palavra de Deus registrar que na morte de Jesus“muitos CORPOS de santos, que DORMIAM, ressuscitaram”(Mat. 27:52)

Portanto, a alegação de que Jesus foi o 1º a ressuscitar com base em I Coríntios 15:20, bem como a declaração de que a ressurreição de Moisés pelo próprio Jesus na “armadura de Miguel”, tira dEle(Jesus) a primazia, viola a Palavra de Deus e faz cair por terra o argumento fracassado de que Moisés não pôde ter sido ressuscitado cronologicamente 1º do que Jesus. O que ocorre é que os defensores desse ensinamento desconhecem a Palavra de Deus ou são instrumentos de Satanás de forma voluntária para afastarem as pessoas das verdades ensinadas na igreja Adventista do 7º Dia. Mas já sabemos que o dragão está irado e faz guerra exclusivamente contra os que guardam os Mandamentos de Deus e tem o Testemunho de Jesus.
A paz do Senhor!
Salmo 119.165

nadanospodemoscontraverdade disse...

Como?
DA MESMA FORMA QUE ELIAS QUE NEM SEQUER PASSOU PELA MORTE E ESTAVA VIVINHO DA SILVA. DA SILVA NÃO, VIVINHO DE JESUS.
DA MESMA FORMA DO PROFETA ENOQUE QUE FOI TRANSLADADO SEM PASSAR PELA MORTE (Gen. 5: 21 a 24- HEB. 11:5-JUDAS 14).
DA MESMA FORMA QUE O DIFUNTO QUE CAIU NO TUMULO DE ELISEU E REVIVEU.
DA MESMA FORMA DO DIFUNTO REVIVIDO ATRAVES DE ELIAS, ETC.
TODOS ELES ANTES DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS NO CALVÁRIO. OU SEJA, PELO SEU PODER, VONTADE E PRIORIDADE QUE TEM EM TODAS AS COISAS. JÁ DISSE QUE TEMOS O ENTENDIMENTO DE QUE ELIAS ENOQUE FAZEM PARTE DAS PRIMICIAS DE DEUS PARA REPRESENTAR AQUELES SANTOS QUE NÃO PASSARÃO PELA MORTE, E MOISÉS PARA REPRESENTAR AQUELE QUE PASSARÃO PELA MORTE, MAS SERÃO RESSUSCITADOS POR AQUELE QUE É A RESSURREIÇÃO E A VIDA. AQUELE DE QUE ESTÁ ESCRITO: "Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez" João 1:3
De Deus a Sua Palavra esclarece que:
“Certamente O Senhor Deus não fará coisa alguma,sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas” (Amós 3:7). Portanto, entendemos que na transfiguração foi uma demonstração sobre a ressurreição de Moisés, bem como através de Judas, até porque a contenda pelo corpo de Moisés só poderia ser em caso de ressurreição, já que os mortos Não:
- tem parte a coisa alguma que se faz debaixo do sol.
-há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.
- sabe coisa nenhuma.
-há recordação de Deus.
- louvam o Senhor
continua.

nadanospodemoscontraverdade disse...

JESUS foi feito às “primícias dos mortos” (I Co 15.20,23), e não o 1º a ressuscitar, como já demonstrado.
A Palavra de Deus deixa bem claro que Ele tem a preeminência: “E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência”. (Colossenses 1:18)

Jesus o homem foi :”Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles”, já que como Deus que sempre foi, é o EU SOU antes de Abraão(Hebreus 1:4)

Ainda sobre as primícias ressalto que Paulo se incluiu como tendo as primícias do Espírito (Rom. 8:23). Contudo, sabemos pela Palavra de Deus que da mesma forma que Jesus não foi o 1º a ser ressuscitado, Paulo também não foi o 1º ter o Espírito (I Samuel 16:13, 14). E, Tiago declara que Jesus nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas (Tiago 1:18). Contudo, sabemos que milhares e milhões de anjos foram criados antes de nós e que a turma de Hebreus 11 também. Ou seja, embora considerados como primícias das suas criaturas, mas cronologicamente últimos e não primeiros, veja que Hebreus 11:39, 40 declara que eles deram testemunho pela Fé (Heb. 10:38 e 39), sendo por Deus considerados justos ou salvos.
A Paz do Senhor!

nadanospodemoscontraverdade disse...

Veja porque Arão não entrou na terra prometida:

Arão será recolhido(morrerá) a seu povo porque não entrará na terra que tenho dado aos filhos de Israel,
porquanto (motivo) rebeldes fostes à minha ordem, nas águas de Meribá (Números 20:24).Ou seja, o fato ter ter sido rebelde impediu a Arão de entrar em Canaã tendo com consequencia a antecipalção de sua morte, já que se ele tivesse entrado em Canaã certamente teria vivido mais. O mesmo vale para Moisés.

nadanospodemoscontraverdade disse...

Cabe ressaltar que Jesus disse as pessoas erram porque não conhecem a Palavra de Deus e o Seu poder. E, que a Palavra de Deus declara que o justo viverá pela fé e não pela lógica. Há também de ser ressaltado que é aceito que Jesus antes da encarnação diversas vezes se manifestou como Anjo do Senhor (Gen. 16:9 a 13-22:11,12-Êxodo 3: 1 a 7-Josué 5:13 a 15). Porem, não aceitam Jesus como Miguel.
Ressalto também que um dos argumentos que usam para negar que Miguel não é Jesus é o fato de Miguel ter dito o “Senhor te repreenda”(Judas 9) se colocado em uma posição inferior. Contudo, esse argumento fracassado foi destruído com a demonstração de Palavra de Deus mostra o SENHOR CHAMANDO O SENHOR, DE SENHOR ( "O Senhor te repreende")Compare as duas passagens, e observe que trata-se de dois servos de Deus. E, a diferença é que um estava vivo e o outro morto (Zacarias 3:2- Judas 9). Observe em um texto diz: “...Satanás esta a mão direita dele para lhe opor", e o outro:...o Arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava". ..
"Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés." Salmo 110:1.
E, ainda devemos lembrar o episodio em que o Senhor fez referancia do Senhor, assim: Senhor disse para Moisés... CONSIDERAI QUE O SENHOR VOS DEU (Êxodo 16:28,29).
Sendo assim, ninguém poderá alegar que Miguel usou o termo Senhor por não ser igual.
continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

Vamos à lógica da Palavra de Deus:
A lógica diz que Moisés só poderia conversar (principalmente na frente dos apóstolos) com Jesus e Elias, se antes tivesse sido ressuscitado. A lógica também diz que Pedro, Tiago e João, só poderiam ver Moisés conversando com Jesus e Elias debaixo do sol, em caso de ressurreição de Moisés, já que A Palavra de Deus é explicita em declarar que os que morreram não têm parte em nada debaixo do sol entre outras coisas, se não é assim veja:
“...Não me escondas a Tua Face para que eu não me torne como os que baixam à cova” (Sal. 143:7), ou seja, quem baixa à cova (morrem) não vêem a Face de Deus, porque por si só “aquele que desce a sepultura jamais tornará a subir”, “nunca mais tornará a sua casa”. “Há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer a sua raiz e no chão morre o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como a planta nova. O homem, porem, morre e fica prostrado; expira o homem e onde está? Como as águas do lago se evaporam, e o rio se esgotam e seca, assim o homem se deita e não se levanta; enquanto existirem os céus, não acordará, nem será despertado do seu sono” (Jô 7:9,10 e 14: 7 a 12).
Os mortos Não:
- tem parte a coisa alguma que se faz debaixo do sol.
-há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.
- sabe coisa nenhuma.
-há recordação de Deus.
- louvam o Senhor
A lógica também diz que a contenda por um corpo morto, só pode ser em caso de ressurreição, já que um morto apodrece não tendo utilidade a não ser para ressuscitado, como no caso de Lázaro.
continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

Perguntas:
Sua pergunta: “Aliás, de onde você tirou toda essa conclusão a respeito da luta pelo corpo de Moisés?”
Resposta: 1ª- Judas 9- 2ª “1ª verdade - Houve batalha pelo corpo de Moisés”

Pergunta: “Onde você viu escrito que os dias de Moisés foram abreviados?”
Resposta: “E o SENHOR falou a Moisés dizendo:
Toma a vara, e ajunta a congregação, tu e Arão, teu irmão, e falai à rocha, perante os seus olhos, e dará a sua água; assim lhes tirarás água da rocha, e darás a beber à congregação e aos seus animais. Então Moisés tomou a vara de diante do SENHOR, como lhe tinha ordenado. E Moisés e Arão reuniram a congregação diante da rocha, e Moisés disse-lhes: Ouvi agora, rebeldes, porventura tiraremos água desta rocha para vós? Então Moisés levantou a sua mão, e feriu a rocha duas vezes com a sua vara, e saiu muita água; e bebeu a congregação e os seus animais. E o SENHOR disse a Moisés e a Arão: Porquanto não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso não introduzireis esta congregação na terra que lhes tenho dado (Números 20:7-12)
“Também eu pedi graça ao SENHOR no mesmo tempo, dizendo:
Senhor DEUS! já começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua forte mão; pois, que Deus há nos céus e na terra, que possa fazer segundo as tuas obras, e segundo os teus grandes feitos? Rogo-te que me deixes passar, para que veja esta boa terra que está além do Jordão; esta boa montanha, e o Líbano!
Porém o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes o SENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;
Sobe ao cume de Pisga, e levanta os teus olhos ao ocidente, e ao norte, e ao sul, e ao oriente, e vê com os teus olhos; porque não passarás este Jordão.
Deuteronômio 3:23-27

Pergunta: “Onde você viu escrito que Satanás reclamou o corpo de Moisés em razão da desobediência em Meribá?”
Resposta: Penso que o fato de Deus ter falado para Moisés que tiraria o nome do Livro da Vida daquele que pecar contra Ele(Êxodo 32:32,33), junto com o fato de Moisés ter declarado perante o povo de Israel que “o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes oSENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;” e ter ficado bem claro que Deus impediu Moisés entrar em Canaã, fato esse, que alem de antecipar sua morte, fez Satanás reclamar como seu o corpo de Moisés.
continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

Sua pergunta: “Aliás, de onde você tirou toda essa conclusão a respeito da luta pelo corpo de Moisés?”
Resposta: 1ª- Judas 9- 2ª “1ª verdade - Houve batalha pelo corpo de Moisés”
Pergunta: “Onde você viu escrito que os dias de Moisés foram abreviados?”
Resposta: “E o SENHOR falou a Moisés dizendo:
Toma a vara, e ajunta a congregação, tu e Arão, teu irmão, e falai à rocha, perante os seus olhos, e dará a sua água; assim lhes tirarás água da rocha, e darás a beber à congregação e aos seus animais. Então Moisés tomou a vara de diante do SENHOR, como lhe tinha ordenado. E Moisés e Arão reuniram a congregação diante da rocha, e Moisés disse-lhes: Ouvi agora, rebeldes, porventura tiraremos água desta rocha para vós? Então Moisés levantou a sua mão, e feriu a rocha duas vezes com a sua vara, e saiu muita água; e bebeu a congregação e os seus animais. E o SENHOR disse a Moisés e a Arão: Porquanto não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso não introduzireis esta congregação na terra que lhes tenho dado (Números 20:7-12)
“Também eu pedi graça ao SENHOR no mesmo tempo, dizendo:
Senhor DEUS! já começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua forte mão; pois, que Deus há nos céus e na terra, que possa fazer segundo as tuas obras, e segundo os teus grandes feitos? Rogo-te que me deixes passar, para que veja esta boa terra que está além do Jordão; esta boa montanha, e o Líbano!
Porém o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes o SENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;
Sobe ao cume de Pisga, e levanta os teus olhos ao ocidente, e ao norte, e ao sul, e ao oriente, e vê com os teus olhos; porque não passarás este Jordão.
Deuteronômio 3:23-27

Pergunta: “Onde você viu escrito que Satanás reclamou o corpo de Moisés em razão da desobediência em Meribá?”
Resposta: Penso que o fato de Deus ter falado para Moisés que tiraria o nome do Livro da Vida daquele que pecar contra Ele(Êxodo 32:32,33), junto com o fato de Moisés ter declarado perante o povo de Israel que “o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes oSENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;” e ter ficado bem claro que Deus impediu Moisés entrar em Canaã, fato esse, que alem de antecipar sua morte, fez Satanás reclamar como seu o corpo de Moisés.
Eu disse: é aceito que Jesus antes da encarnação diversas vezes se manifestou como Anjo do Senhor (Gen. 16:9 a 13-22:11,12-Êxodo 3: 1 a 7-Josué 5:13 a 15). Porem, não aceitam Jesus como Miguel.
Não discordei da logica, tanto é verdade que usei, só alertei que a Palavra de Deus diz que o seu justo viverá pela fé, nem discordo de 1 Pe 2.2-1 Pe 3.15, como voce bem sabe.
continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

Quanto a sua declaração de que: "Pela sua lógica, uma luta só é necessária se for para ressuscitar o corpo. Isso nos leva a admitir que todas as pessoas que foram ressuscitadas na Bíblia foram alvo de lutas entre Miguel e Satanás", não condiz com a verdade já que estamos tratando exclusivamente do corpo de Moisés, veja:
A lógica diz que Moisés só poderia conversar (principalmente na frente dos apóstolos) com Jesus e Elias, se antes tivesse sido ressuscitado. A lógica também diz que Pedro, Tiago e João, só poderiam ver Moisés conversando com Jesus e Elias debaixo do sol, em caso de ressurreição de Moisés, já que A Palavra de Deus é explicita em declarar que os que morreram não têm parte em nada debaixo do sol entre outras coisas. Pergunta: “Onde você viu escrito que os dias de Moisés foram abreviados?”
Resposta: “E o SENHOR falou a Moisés dizendo:
Toma a vara, e ajunta a congregação, tu e Arão, teu irmão, e falai à rocha, perante os seus olhos, e dará a sua água; assim lhes tirarás água da rocha, e darás a beber à congregação e aos seus animais. Então Moisés tomou a vara de diante do SENHOR, como lhe tinha ordenado. E Moisés e Arão reuniram a congregação diante da rocha, e Moisés disse-lhes: Ouvi agora, rebeldes, porventura tiraremos água desta rocha para vós? Então Moisés levantou a sua mão, e feriu a rocha duas vezes com a sua vara, e saiu muita água; e bebeu a congregação e os seus animais. E o SENHOR disse a Moisés e a Arão: Porquanto não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso não introduzireis esta congregação na terra que lhes tenho dado (Números 20:7-12)
“Também eu pedi graça ao SENHOR no mesmo tempo, dizendo:
Senhor DEUS! já começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua forte mão; pois, que Deus há nos céus e na terra, que possa fazer segundo as tuas obras, e segundo os teus grandes feitos? Rogo-te que me deixes passar, para que veja esta boa terra que está além do Jordão; esta boa montanha, e o Líbano! Porém o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes o SENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;
Sobe ao cume de Pisga, e levanta os teus olhos ao ocidente, e ao norte, e ao sul, e ao oriente, e vê com os teus olhos; porque não passarás este Jordão. Deuteronômio 3:23-27
continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

Pergunta: “Onde você viu escrito que Satanás reclamou o corpo de Moisés em razão da desobediência em Meribá?”
Resposta: Penso que o fato de Deus ter falado para Moisés que tiraria o nome do Livro da Vida daquele que pecar contra Ele(Êxodo 32:32,33), junto com o fato de Moisés ter declarado perante o povo de Israel que “o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes o SENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;” e ter ficado bem claro que Deus impediu Moisés entrar em Canaã, fato esse, que alem de antecipar sua morte, fez Satanás reclamar como seu o corpo de Moisés.
“Quanto à abreviatura dos dias de Moisés”, está explicito pela Palavra de Deus que o fato de Deus ter impedido Moisés passar para Canaã e gozar as bênçãos prometidas pelo fato ocorrido na rocha, certamente houve antecipação na morte de Moisés, veja o texto sagrado em que me fundamento:
E o SENHOR disse a Moisés e a Arão: Porquanto não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso não introduzireis esta congregação na terra que lhes tenho dado (Números 20:7-12)
Rogo-te que me deixes passar, para que veja esta boa terra que está além do Jordão; esta boa montanha, e o Líbano! Porém o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes o SENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;
Sobe ao cume de Pisga, e levanta os teus olhos ao ocidente, e ao norte, e ao sul, e ao oriente, e vê com os teus olhos; porque não passarás este Jordão. Deuteronômio 3:23-27
Quanto dias que o povo passou o Jordão depois da morte de Moisés? Ou seja, quantos dias foram abreviados a vida de Moisés por causa da águas de Meribá? NÃO PRECISA RESPONDER

nadanospodemoscontraverdade disse...

Cabe ressaltar mais uma vez que Jesus disse as pessoas erram porque não conhecem a Palavra de Deus e o Seu poder.
É indiscutível que Moisés fazia parte do povo de Israel. E, o livro de Êxodo deixa bem claro que a intenção de Deus era levar aquele povo que atravessou o mar Vermelho para Canaã. Poço esse que incluía Moisés e Arão, veja alguns relatos de Êxodo: 3: 8,10, 15, 16, 17- Ex.4:29, 30- Ex.6: 7, 8-Êx.13:1-Êx. 14:1-Êx.16:11.
Chamo sua atenção para Êxodo 20: 22 até Êxodo 24: 8, onde no capítulo 23: 20 e 23 Deus deixa claro que Ele enviaria um Anjo adiante para levar o povo que incluía Moisés e Arão até Canaã. E, em Êxodo 24: 1 a 8 há uma Aliança de sangue de tudo aquilo que estabelecido de Êxodo 20: 22 até Êxodo 24: 8, que incluía a entrada daqueles que atravessaram o mar Vermelho na terra de Canaã, inclusive Moisés e Arão.
Como se vê, muitas pessoas que atravessaram o mar Vermelho não entraram em Canaã porque tiveram sua morte antecipada por causa de rebeldia cometida na jornada incluindo Moisés e Arão. Vou citar apenas um exemplo alem de Moisés: Êxodo 32: 28.
E, para confirmar a verdade de que a morte de Moisés e Arão foram antecipada para eles não entrarem em Canaã por causa do pecado de Meribá (Num.20:24-27: 12,13,14-Deut.3:23 a 27- 32:50,51,52), observe Deus informando que Moisés conduziria o povo para Canaã:
Então disse o SENHOR a Moisés: Aquele que pecar contra mim, a este riscarei do meu livro. Vai, pois, agora, conduze este povo para onde te tenho dito; eis que o meu anjo irá adiante de ti; porém no dia da minha visitação visitarei neles o seu pecado. Êxodo 32:33-34
Eis que eu envio um anjo diante de ti, para que te guarde pelo caminho, e te leve ao lugar que te tenho preparado. Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz, e não o provoques à ira; porque não perdoará a vossa rebeldia; porque o meu nome está nele
Êxodo 23:20-21
Porque o meu anjo irá adiante de ti, e te levará aos amorreus, e aos heteus, e aos perizeus, e aos cananeus, heveus e jebuseus; e eu os destruirei. Êxodo 23:23
A Paz do Senhor!

nadanospodemoscontraverdade disse...

Veja que o plano original apresentada na Palavra de Deus era que Moisés conduzisse o povo até “à terra que jurei a Abraão, a Isaque, e a Jacó”. Veja:
Disse mais o SENHOR a Moisés: Vai, sobe daqui, tu e o povo que fizeste subir da terra do Egito, à terra que jurei a Abraão, a Isaque, e a Jacó, dizendo: À tua descendência a darei.
E enviarei um anjo adiante de ti, e lançarei fora os cananeus, e os amorreus, e os heteus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus, Êxodo 33:1-2
Portanto, o fato de está escrito que:
Depois disse o SENHOR a Moisés: Sobe a este monte de Abarim, e vê a terra que tenho dado aos filhos de Israel. E, tendo-a visto, então serás recolhido ao teu povo, assim como foi recolhido teu irmão Arão; Porquanto, no deserto de Zim, na contenda da congregação, fostes rebeldes ao meu mandado de me santificar nas águas diante dos seus olhos (estas são as águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim). Números 27:12-14
Também eu pedi graça ao SENHOR no mesmo tempo, dizendo:
Senhor DEUS! já começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua forte mão; pois, que Deus há nos céus e na terra, que possa fazer segundo as tuas obras, e segundo os teus grandes feitos? Rogo-te que me deixes passar, para que veja esta boa terra que está além do Jordão; esta boa montanha, e o Líbano!
Porém o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes o SENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;
Sobe ao cume de Pisga, e levanta os teus olhos ao ocidente, e ao norte, e ao sul, e ao oriente, e vê com os teus olhos; porque não passarás este Jordão.
Deuteronômio 3:23-27
continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

Depois falou o SENHOR a Moisés, naquele mesmo dia, dizendo:
Sobe ao monte de Abarim, ao monte Nebo, que está na terra de Moabe, defronte de Jericó, e vê a terra de Canaã, que darei aos filhos de Israel por possessão.
E morre no monte ao qual subirás; e recolhe-te ao teu povo, como Arão teu irmão morreu no monte Hor, e se recolheu ao seu povo.
Porquanto transgredistes contra mim no meio dos filhos de Israel, às águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim; pois não me santificastes no meio dos filhos de Israel.
Pelo que verás a terra diante de ti, porém não entrarás nela, na terra que darei aos filhos de Israel.
Deuteronômio 32:48-52
Comprova que a morte de Moisés foi antecipada por causa de Meribá impedindo-o de entrar em Canaã. Veja mais uma vez o motivo que impediu Moisés entrar em Canaã com a antecipação da sua morte:
--“Porquanto transgredistes contra mim no meio dos filhos de Israel, às águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim; pois não me santificastes no meio dos filhos de Israel.”
--“Porquanto, no deserto de Zim, na contenda da congregação, fostes rebeldes ao meu mandado de me santificar nas águas diante dos seus olhos (estas são as águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim).”

nadanospodemoscontraverdade disse...

Penso que a Luz da Palavra de Deus, aqueles jovens que morreram na Boate Kiss tiveram suas mortes antecipadas. Contudo, não por obra divina, já que foi erros cometidos pelos desrespeitos a legislação de segurança. É antinatural os pais enterrarem seus filhos, principalmente os muitos jovens. Veja a longevidade prometida na Palavra de Deus:
Honra o teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá. Êxodo 20:12
-Andareis em todo o caminho que vos manda o SENHOR vosso Deus, para que vivais e bem vos suceda, e prolongueis os dias na terra que haveis de possuir.
Deuteronômio 5:33
-E, se andares nos meus caminhos, guardando os meus estatutos, e os meus mandamentos, como andou Davi teu pai, também prolongarei os teus dias. 1 Reis 3:14
-Na velhice irás à sepultura, como se recolhe o feixe de trigo a seu tempo. Jó 5:26
-Não me rejeites no tempo da velhice; não me desampares, quando se for acabando a minha força Salmos 71:9
-Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação. Salmos 91:16
-Filho meu, não te esqueças da minha lei, e o teu coração guarde os meus mandamentos. Porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e paz. Provérbios 3:1-2
-O temor do Senhor é o princípio sabedoria; e o conhecimento do Santo é o entendimento. Porque por mim se multiplicam os teus dias, e anos de vida se te acrescentarão. Provérbios 9:10-11
-O temor do SENHOR aumenta os dias, mas os perversos terão os anos da vida abreviados. Provérbios 10:27
-Antes que se escureçam o sol, e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem a vir as nuvens depois da chuva; No dia em que tremerem os guardas da casa, e se encurvarem os homens fortes, e cessarem os moedores, por já serem poucos, e se escurecerem os que olham pelas janelas; E as portas da rua se fecharem por causa do baixo ruído da moedura, e se levantar à voz das aves, e todas as filhas da música se abaterem.
Como também quando temerem o que é alto, e houver espantos no caminho, e florescer a amendoeira, e o gafanhoto for um peso, e perecer o apetite; porque o homem se vai à sua casa eterna, e os pranteadores andarão rodeando pela praça;
Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se quebre a roda junto ao poço,
E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.
Eclesiastes 12:2-7
-Ouvi-me, ó casa de Jacó, e todo o restante da casa de Israel; vós a quem trouxe nos braços desde o ventre, e sois levados desde a madre. E até à velhice eu serei o mesmo, e ainda até às cãs eu vos carregarei; eu vos fiz, e eu vos levarei, e eu vos trarei, e vos livrarei. Isaías 46:3-4

-Vós, filhos, sede obedientes aos vossos pais no Senhor, porque isto é justo.
Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa;
Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. Efésios 6:1-3

continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

É o caso de Moisés por causa de Meribá, teve sua morte antecipada. É claro que querer que você tenha uma compreensão melhor da Palavra de Deus é exigir muito, já que só é outorgado o Espírito Santo realmente quem obedece ou aceita como Verdade toda a Palavra de Deus (João 7:38,39 e Atos 5: 32).
Veja mais uma vez Deus declarando para Moisés(Êxodo 34:1,4,10,11,27,28) que ele introduzira o povo em Canaã, quando ele subiu o Sinai para Deus escrever na 2ª Tabua de Pedra a Lei Moral.
Portanto, não há duvidas para aqueles que crêem em Cristo como diz as Escrituras e vive de toda Palavra que procede da boca de Deus (João 7:38,39- Mat. 4:4), que a morte de Moisés foi antecipada por causa de Meribá impedindo-o de entrar em Canaã. Veja mais uma vez o motivo que impediu Moisés entrar em Canaã com a antecipação da sua morte:
--“Porquanto transgredistes contra mim no meio dos filhos de Israel, às águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim; pois não me santificastes no meio dos filhos de Israel.”
--“Porquanto, no deserto de Zim, na contenda da congregação, fostes rebeldes ao meu mandado de me santificar nas águas diante dos seus olhos (estas são as águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim).”

nadanospodemoscontraverdade disse...

Então vejamos mais uma vez:

Deus declarou que fez aliança com Moisés (Êxodo 34:10,27). E, que nessa aliança incluía a entrada de Moisés na terra de Canaã, inclusive lançaria aquelas nações diante de Moisés (Êxodo 34:10,11,12,24). Logo, o fato de Moisés morrer antes de o povo entrar em Canaã, sob a alegação de Deus que ele não passaria para Canaã implica na anulação de aliança no caso de Moisés e na antecipação de sua morte exclusivamente por causa de Meribá:

“...Porquanto, no deserto de Zim, na contenda da congregação, fostes rebeldes ao meu mandado de me santificar nas águas diante dos seus olhos (estas são as águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim). Números 27:12-14

E, apesar de Moisés declarar para Deus:

Rogo-te que me deixes passar, para que veja esta boa terra que está além do Jordão; esta boa montanha, e o Líbano!
Porém o SENHOR indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes o SENHOR me disse: Basta; não me fales mais deste assunto;
Sobe ao cume de Pisga, e levanta os teus olhos ao ocidente, e ao norte, e ao sul, e ao oriente, e vê com os teus olhos; porque não passarás este Jordão. (Deuteronômio 3:23-27)

Observação 1- Após a morte de Moisés, houve 30 dias de luto (Deut. 34:8), e Josué 1:11 e 3:2 declara que em 3 dias o povo passaria o Jordão.

Observação 2-A Palavra de Deus revela que o maná caiu por 40 anos, até que entraram na terra prometida (Êxodo 16:35). E, Josué 5:12, declara que no dia imediato que o povo comeu do produto da terra cessou o maná. Deixando claro que a morte de Moisés foi antecipada por causa de Meribá conforme já reiteradamente demonstrado e que poucos dias após a morte de Moisés o povo atravessou o Jordão.

Observação 3- Moisés era mais novo que Arão e morreu com menos idade. E, quando morreu estava fisicamente novo em relação aos outros:

Abraão: “Morreu em boa velhice, em idade bem avançada, e foi reunido aos seus antepassados.”

De Isaque: “Morreu em idade bem avançada e foi reu­nido aos seus antepassados” e cego (Gen 27:1)

Jacó doente (Gen. 48:1 e 49: 33)

Porém, Moisés da idade de cento e vinte anos quando morreu; os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor. (Deuteronômio 34:7). Ou seja, fisicamente ainda novo, já que os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor

nadanospodemoscontraverdade disse...

Sim, sim, sim e sim.

Então responda:

Por que Moisés não atravessou o Jordão?

Por que Moisés morreu, se ele não estava doente e “seus olhos NUNCA se escureceramNEM PERDEU O SEU VIGOR.”?

Por que Deus não deixou Moisés do lado de cá do Jordão junto com a tribo de Rubens, já que ele não estava doente e “seus olhos NUNCA se escureceram NEM PERDEU O SEU VIGOR.”? (Num. 32:1,25, 26,33)

Por que Deus não deixou Moisés junto com as duas tribos e meia que ficaram do lado de cá do Jordão, até que ele perdesse o vigor e seus olhos escurecessem como morriam os patriarcas?

nadanospodemoscontraverdade disse...

Mas por que o tempo de Moisés morrer havia chegado, se a aliança de Deus com ele e com o povo era que Moisés conduziria o povo até Canaã e inclusive através de Moisés Deus tomaria as terras.

Disse mais o SENHOR a Moisés: Escreve estas palavras; porque conforme ao teor destas palavras tenho feito aliança contigo e com Israel
Êxodo 34:27



Disse mais o SENHOR a Moisés: Vai, sobe daqui, tu e o povo que fizeste subir da terra do Egito, à terra que jurei a Abraão, a Isaque, e a Jacó, dizendo: À tua descendência a darei.
Êxodo 33:1

Então disse: Eis que eu faço uma aliança; farei diante de todo o teu povo maravilhas que nunca foram feitas em toda a terra, nem em nação alguma; de maneira que todo este povo, em cujo meio tu estás, veja a obra do SENHOR; porque coisa terrível é o que faço contigo. Guarda o que eu te ordeno hoje; eis que EU LANÇAREI FORA DIANTE DE TI os amorreus, e os cananeus, e os heteus, e os perizeus, e os heveus e os jebuseus. Êxodo 34:10-11

Deus se enganou, se perdeu no tempo ou antecipou a morte de Moises por causa de Meribá, já Moisés ainda estava em boas condições físicas e sem enfermidade para morrer em condições normais da época( fartos de dias, olhos escuros pela velhice e sem vigor).

nadanospodemoscontraverdade disse...

Você disse : “Já Moisés foi excluído depois, juntamente com Arão (Nm 20)”, e como isso chegou em um dos pontos que queria, já que a exclusão de Moisés da Aliança o impediu de atravessar o Jordão, uma vez que havia duas possibilidade que eram sua morte ou ficar do lado de cá do rio, até que perdesse seu vigor e seus olhos escurecessem.
Quanto a promessa de Deus de que Moisés levaria o povo para Canaã e através de Moisés Deus lançaria fora os cananeus e etc., uma vez foi após o episódio do bezerro e após os 1º 40 dias no monte onde Deus escreveu a lei Moral e eterna na 1ª tábuas de pedra (Êxodo 33:1,2,3). Depois quando pela 2ª vez Moisés subiu ao monte para Deus escrever na 2ª tábua (Êxodo 34:10,11) e não somente logo antes do evento com os doze espias como você disse.
Observações: O povo chegou no Sinai no 3º mês após a saída do Egito e só saíram de lá após a construção do tabernáculo e instruções e etc., no 2º ano após o Egito(Êxodo 19:1,2,3 - 40:16,17 e Num. 10:11,12,13 ). Sendo certo que o caso dos espias ocorreu após a construção do tabernáculo (Deut. 1:19,20,21).
Quanto ao evento de Meribá, uma ocorreu antes o Sinai e antes da construção do tabercáculo (Êxodo 16:1-17:1,7-19:1,2) e a outra após (Num. 33:3,12,14,,15...36
A morte de Moisés e a de Arão, se deu pelo mesmo motivo:rebeldia em Meribá, veja mais uma vez:
"Arão será recolhido á seu povo,
porque não entrará na terra que tenho dado aos filhos de Israel,
PORQUANTO rebeldes fostes à minha ordem, nas águas de Meribá". (Num. 20:24).
Ou seja, a rebeldia foi o caso da morte. Morte essa, que não ocorreria antes da entrada de Canaã, se não houvesse tal rebeldia da parte de Moisés e Arão, já que a promessa de Deus era que Moisés levaria o povo para a terra prometida e através de Moisés expulsaria o povo da terra:
Disse mais o SENHOR a Moisés: Vai, sobe daqui, tu e o povo que fizeste subir da terra do Egito, à terra que jurei a Abraão, a Isaque, e a Jacó, dizendo: À tua descendência a darei.
E enviarei um anjo adiante de ti, e lançarei fora os cananeus, e os amorreus, e os heteus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus,
Êxodo 33:1-2
Então disse: Eis que eu faço uma aliança; farei diante de todo o teu povo maravilhas que nunca foram feitas em toda a terra, nem em nação alguma; de maneira que todo este povo, em cujo meio tu estás, veja a obra do SENHOR; porque coisa terrível é o que faço contigo.
Guarda o que eu te ordeno hoje; eis que eu lançarei fora diante de ti os amorreus, e os cananeus, e os heteus, e os perizeus, e os heveus e os jebuseus.
Êxodo 34:10-11

nadanospodemoscontraverdade disse...

A princípio e por principio, o salário do pecado é a morte (Gen. 2:17-Rom. 6:23).
Moisés não participou da rebeldia inflamada pelos espias. Logo, não estava sujeita as conseqüências daquela punição, pelo contrário, Deus quis fazer dele uma grande nação (Num. 14:12) nem aos desgastes inclusa na punição após a intercessão de Moisés, já que ele não estava entre os rebeldes no caso dos espias (Deut.29:5 e Neemias 9:21)
A punição após a intercessão de Moisés, que é o que interessa, já que houve perdão para a punição de Num. 14:12, foi:
E disse o SENHOR: Conforme à tua palavra lhe perdoei.
Porém, tão certamente como eu vivo, e como a glória do SENHOR encherá toda a terra.E que todos os homens que viram a minha glória e os meus sinais, que fiz no Egito e no deserto, e me tentaram estas dez vezes, e não obedeceram à minha voz, Não verão a terra de que a seus pais jurei, e nenhum daqueles que me provocaram a verá.( Números 14:20-23). Ou seja, a punição foi:
- NÃO ENTRAR EM CANAÃ. Impedidos por quê? Suas mortes. Como? Decurso de tempo de 38/40 anos. E, não como no caso de Moisés e Arão (Num. 14:29 a 35-Deut. 2:14,15,16). Observe que não ouve desgastes físicos para os que não foram rebeldes no episódio do espias, o que incluía Moisés e Arão (Deut.29:5 e Neemias 9:21)
Após a intercessão de Moisés, não interessa o processo de punição que Deus “iria usar”, já que houve perdão (Num. 14:20). Esse perdão foi para a sentença do verso 12, (veja os versos 21,22,23) e não para Moisés e Arão, já que o episódio 2 de Meribá foi posterior ao caso dos espias, como já demonstrei, veja mais uma vez:o caso dos espias ocorreu após a construção do tabernáculo (Deut. 1:19,20,21).
continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

Quanto ao evento de Meribá, uma ocorreu antes o Sinai e antes da construção do tabernáculo (Êxodo 16:1-17:1,7-19:1,2), a outra após a construção do tabernáculo, e após o caso dos espias (Num. 33:3,12,14,,15...36).
Naquele tempo, nunca morte de um profeta de Deus, antes de serem cumpridas as promessas feitas por Deus à esse profeta foi natural. Principalmente quando o profeta estava no estado físico de Moisés estava quando morreu (Deut. 34:7). Vou explicar o sentido de “nunca a morte” para não ficar mau compreendido. Deus disse para um profeta fazer algo (I Reis 13: 1,,2,8,9,16,17), porém esse profeta deixou de cumprir algum requisito e por isso morreu(I Reis 13:18 a 24). É nesse sentido que a morte nunca é natural e sim antecipada pelo ato de rebeldia, como no caso de Moisés e Arão. Lembra-se, a promessa de Deus era que Moisés levaria o povo à Canaã e Deus diante dele lançaria fora os cananeus, os amorreus etc,.(Êxodo 33:1,2 e 34:10,11).
Agora, vamos nos colocar no lugar de:
1-de Josué e Calebe- que tristeza de ver um grande líder deixar de cumprir um sonho, uma promessa do Próprio Deus, por um ato cometido. Um líder que liderou por 80 anos o povo de Deus. Um líder que diversas vezes intercedeu por um povo de pescoço duro. Um líder que por amor, preferiu liderar um povo de pescoço duro, do que ser uma grande nação como sugerido pelo próprio Deus. “Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado;Tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa. Hebreus 11:24-26
2- daquele povo que foi conduzido por Moisés até os “portões” do Jordão, mas não pode atravessar por ordem de Deus - que tristeza, que angústia, que sofrimento. Pior, o povo sabia que a morte deles era por causa de Meribá, “causada” pelo povo. Imaginemos nós junto aquele povo de pescoço duro, vendo 1º, Arão subindo o morro pra morrer (por causa de Meribá, “causada” por nós), depois Moisés após o discurso e admoestações, subindo o morro para morrer.

nadanospodemoscontraverdade disse...

O que você quer falar sobre a ressurreição de Moisés?
NADA, já falei o necessário para você entender que ele foi ressuscitado por Jesus (Miguel), fato provado com a conversa dele com Jesus e Elias na transfiguração, já que A Palavra de Deus é explicita em declarar que os que morreram não têm parte em nada debaixo do sol entre outras coisas, veja mais uma vez:
“...Não me escondas a Tua Face para que eu não me torne como os que baixam à cova” (Sal. 143:7), ou seja, quem baixa à cova (morrem) não vêem a Face de Deus, porque por si só “aquele que desce a sepultura jamais tornará a subir”, “nunca mais tornará a sua casa”. “Há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer a sua raiz e no chão morre o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como a planta nova. O homem, porem, morre e fica prostrado; expira o homem e onde está? Como as águas do lago se evaporam, e o rio se esgota e seca, assim o homem se deita e não se levanta; enquanto existirem os céus, não acordará, nem será despertado do seu sono” (Jô 7:9,10 e 14: 7 a 12).
Os mortos Não:
- tem parte a coisa alguma que se faz debaixo do sol.
-há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.
- sabe coisa nenhuma.
-há recordação de Deus.
- louvam o Senhor
A lógica também diz que a contenda por um corpo morto, só pode ser em caso de ressurreição, já que um morto apodrece não tendo utilidade a não ser para ressuscitado, como no caso de Lázaro.
Já disse também que: a lógica também diz que a contenda por um corpo morto, só pode ser em caso de ressurreição, já que um morto apodrece não tendo utilidade a não ser para ressuscitado, como no caso de Lázaro.
Já disse também que: muitas pessoas que atravessaram o mar Vermelho não entraram em Canaã porque tiveram sua morte antecipada por causa de rebeldia cometida na jornada incluindo Moisés e Arão. Vou citar apenas um exemplo alem de Moisés: Êxodo 32: 28.
continua

nadanospodemoscontraverdade disse...

E, para encerrar o assunto da ressurreição de Moisés, quero chamar sua atenção para o fato de que Moisés prefigurava Cristo, foi um tipo de Cristo, veja:
-Moisés foi o único profeta quem Deus disse que ele se apresentaria como Deus (Êxodo 4:16 e 7:1), e atuou como mediador sem ter sido escolhido sacerdote ou sumo-sacerdote, após a implantação do tabernaculo.
-contendeu com os mestres maus Ex.7:11, Jesus também
-jejuarem 40 dias
-controlaram o mar
- alimentaram uma multidão, alimento físico e espiritual
-tiveram rostos resplandecentes, Mat. 17:1 e Ex.34:35
-suportaram murmurações
-desacreditados no lar, Num. 12:1 e João 7:5
-intercederam, Ex. 32:32 e João 17:9
-Falaram como oráculos, Deut. 18:15,18, João 1:45, Atos 3:22 e 7:37
- tiveram 70 ajudantes, Num.11:16,17 e Lucas 10:1
-estabeleceram uma ceia comemorativa, Ex. 12:14 e Lucas 22:19.
- pessoas tiveram seus pecados perdoados diretamente por suas intercessões, Num. 14:12,20 e Ex. 32:14,32
E, reapareceram após morte e certamente após a ressurreição, já que a Palavra de Deus declara sobre os mortos:
“...Não me escondas a Tua Face para que eu não me torne como os que baixam à cova” (Sal. 143:7), ou seja, quem baixa à cova (morrem) não vêem a Face de Deus, porque por si só “aquele que desce a sepultura jamais tornará a subir”, “nunca mais tornará a sua casa”. “Há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer a sua raiz e no chão morre o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como a planta nova. O homem, porem, morre e fica prostrado; expira o homem e onde está? Como as águas do lago se evaporam, e o rio se esgota e seca, assim o homem se deita e não se levanta; enquanto existirem os céus, não acordará, nem será despertado do seu sono” (Jô 7:9,10 e 14: 7 a 12).
Os mortos Não:
- tem parte a coisa alguma que se faz debaixo do sol.
-há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.
- sabe coisa nenhuma.
-há recordação de Deus.
- louvam o Senhor
Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade@bol.com.br

Tenente Romualdo disse...

É verdde!

Sempre insisto em dizer aos meus colegas que QUALQUER TEXTO RETIRADO DO SEU CONTEXTO É PRETEXTO PARA UMA NOVA DOUTRINA.

Não conheço nenhum cristão autêntico que creia e consiga provar que Moisés ressuscitou. Assim como também nenhum cristão autêntico consegue provar que Jesus disse o dia e hora de sua volta.

Isso tudo por um motivo: não está escrito em lugar nenhum das Escrituras. E eu sou cristão bíblico!!

Aliás... você tem traçado tantos paralelos entre Cristo e Moisés, que fico pensando em quais teriam sido as ordens de Moisés após a sua ressurreição, se ele se mostrou à Josué e se permaneceu por 40 dias ainda sobre a face da terra, tal como Jesus...

Temos esses paralelos na Bíblia também?

Abraços,

Diego Romualdo

Tenente Romualdo disse...

Inconformado com o meu pedido por um texto explícito e esclarecedor a respeito da ressurreição de Moisés, você me desafiou por email:

"prove, de maneira explícita, que não se deve usar ou vender cocaína. Mas só vale se for da mesma forma que você exige sobre a ressurreição de Moisés".

Respondo assim:

Pois bem...

Considerando que não existia cocaína e tráfico à época de Cristo, certamente você não vai achar essas palavras de forma explícita na Bíblia. Da mesma forma, você não vai ler nada sobre a descrição de um avião ou revólveres e metralhadoras. Mas sei que você já sabe disso. Afinal, é questão de lógica.

Entretanto, à época de Cristo existia prostituição. E é fácil encontrar texto na Bíblia que descreva e condene a prostituição. Na época de Cristo existia indecência no uso de vestes, e por isso é fácil encontrar descrição e condenação dessa prática. Bem antes da época de Cristo já existia a fofoca e, por isso, é fácil encontrar texto que a condene, a proíba e que determine que os tais fiquem calados (Ex 23.1).

Todos conviveram com ressurreições realizadas por Jesus. Os santos do Antigo Testamento também conviveram com ressurreições miraculosas. Logo, temos descrição, exemplos e provas das ressurreições ocorridas na Bíblia.

Como cocaína e tráfico não existiam à época, para pregar sobre isso à alguém, você deverá usar textos bíblicos verdadeiramente correlacionados aos efeitos que a cocaína provoca. Você pode usar os textos explícitos contra o abuso do corpo, por ser templo do Espírito Santo. Pode usar textos relacionados à necessidade de uma adoração consciente à Deus. E pode até utilizar os textos que condenam o uso do álcool, visto que os efeitos são semelhantemente nefastos e viciantes.

Se essa era a sua proposta, tenho certeza de que ela poderia ser um pouco mais inteligente. A não ser que seja uma revelação específica, nenhum trecho na Bíblia descreveu materiais que existiriam nos dias de hoje (televisão, telefone, computador e... cocaína!!)

Deus te abençoe

Diego Romualdo

nadanospodemoscontraverdade disse...

Então ta. Você e aos demais cristãos autênticos que você conhece, me ajude a mostrar na Palavra de Deus para uma pessoa que Deus proíbe usar e vender calamo (kalamo ou cânhamo) ). Mas só serve se for do mesmo jeito que você exige para provar a ressurreição de Moisés e exige para acreditar que Abraão guardou o sábado do 7º dia, ou seja, provando de forma explicita na bíblia através de texto que não pode usar nem vender cânhamo. Por favor, não serve "QUALQUER TEXTO RETIRADO DO SEU CONTEXTO", se não pode virá "PRETEXTO PARA UMA NOVA DOUTRINA"

Deixo claro, que não é o meu caso. Deixo claro também, que não preciso de texto explicito para acreditar que não devo usar e vender cânhamo, da mesma forma que não preciso de texto explicito para acreditar que Moisés foi ressuscitado, como já deixei bem claro. Glória a Deus! Aleluia!

Obs.1- Sua resposta deveria ter sido com um texto que com certeza existe na Palavra de Deus
Obs.: 2-já se usavam drogas alucinatórias nos tempos do Velho Testamento

Há! na bíblia tem textos explícitos que afirmam que o Sábado do 7o. Dia é o Dia do Senhor. Você e os demais cristãos autênticos que você conhece podem me apontar na Palavra de Deus um texto explicito que diga que o Dia do Senhor não é mais o Sábado e sim o domingo.
Vocês e os demais cristãos autênticos podem me apontar um texto explicito como esse abaixo só que no lugar da palavra Sábado tem a palavra domingo como "meu santo dia" "e o santo dia do SENHOR"?
Se desviares o teu pé do sábado, de fazeres a tua vontade no meu santo dia, e chamares ao sábado deleitoso, e o santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falares as tuas próprias palavras, Isaías 58:13
Obs.: não se trata de inconformismo, e sim para demonstrar que exigir textos explícitos em alguns assuntos somente para justificar a negação de uma verdade, é falta de sabedoria, até porque alguém com falta de inteligencia pode ser sábio a Luz da Palavra de Deus.
Osmar Ferreira-nadanospodemoscontraverdade

Tenente Romualdo disse...

Olá Osmar.

Estou achando sua abordagem de uma criatividade tão pequena... Se isso não é inconformismo, o que é então?

Eu nunca ouvi falar em cânhamo na Bíblia. Se realmente for o Cálamo, a Biblia só o aponta como uso aromático (Ex 30.23).

Em que pese eu não duvidar que tenha existido, não vejo nenhuma abordagem bíblica a respeito do uso de drogas. Entretanto, como é certo, sabido e, até mesmo, provado pela ciência, as drogas impedem uma entrega verdadeira do cristão à Deus (corpo e mente).

Mantenho a resposta anterior. O uso de drogas alucinógenas, de qualquer tipo, comprometem a aparência do Cristão, associando-o com o mal. E até mesmo o álcool, mesmo sendo sinônimo de alegria, altera o estado de consciência, pelo que a Bíblia recrimina seu uso (Ef 5.18). As drogas alucinógenas impedem que prestemos um culto racional agradável a Deus (Rm 12.1). Assim, o que se depreende da abordagem cristã para o uso das drogas são os seus efeitos no corpo humano, que é o templo do Espírito Santo.

Claro que você entenderá que, dentro do cânon bíblico, é aceitável que a revelação é progressiva. O que Jeremias conheceu a respeito de Deus não foi a mesma coisa que Noé conheceu. A revelação divina foi expandida nesse período. Entretanto a revelação divina progrediu e alcançou sua totalidade com o fechamento do cânon.

Você provavelmente reconhecerá que no Antigo Testamento, o homem podia se casar com mais de uma mulher (2 Sm 12.8). Entretanto, o progresso da revelação divina fez com que a aparência do mal fosse evitada (1 Ts 5.22) e o homem fosse marido de uma só mulher (1 Tm 3.12). Assim, em que pese não haver descrição explícita de tudo o que seja um mal comportamento, o texto bíblico nos autoriza a julgar o que seja "aparência do mal" e nos manda afastar dela.

Assim é com as drogas e assim poderia ser, por exemplo, a respeito dos computadores. Se um dia a ciência descobrir que o uso de computadores faz mal ao organismo, certamente deveremos nos afastar dos computadores, não é mesmo? Por mais que hoje isso seja inaceitável para nós...

Demonstre sua maturidade na fé. Observe que essas são doutrinas diferentes. As drogas tratam daquilo que chamamos de Doutrina da Vida Cristã. Já a sua posição diante da ressurreição de Moisés é uma doutrina nova, baseada apenas nas suposições de dois versos. Não há como assegurar que a luta tenha sido para ressuscitar Moisés.

Aliás, como eu já disse, ressurreições são as provas mais incontestáveis de milagres divinos. É o ato de vencer aquela que ninguém mais venceu, senão Jesus. Ao defender que Moisés ressuscitou permanentemente antes da ressurreição de Cristo, você contraria as seguintes doutrinas:

- Cristo é o primeiro ressurreto [permanente] dentre os mortos (1Co 15.20,23); pois Moisés teria sido ressuscitado antes de Cristo
- Cristo é a esperança de ressurreição dos que dormem (1 Ts 4.13); pois Moisés não teria precisado dessa esperança.
- A morte é o último inimigo a ser vencido (1 Co 15.26); visto que Moisés já teria sido ressuscitado antes da vitória de Cristo sobre ela.
- A ressurreição do último dia (Jo 6.44,54, etc); visto que Moisés teria ressuscitado antes desse dia.

Ache um texto bíblico decente para provar a ressurreição de Moisés ou dê uma boa explicação para que Deus queira esconder esse milagre de toda a humanidade (principalmente dos judeus) entre alguns poucos versículos fora de seus contextos.

Deus o abençoe

Diego Romualdo

ladson disse...

Olá meu nome é Adson, gostaria de fazer uma pequena obs.Se Moisés não ressuscitaria porque houve contenda pelo seu corpo?

JUDAS 1:9 Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda.

Tenente Romualdo disse...

Olá Adson,

Envie-me um email para que nós possamos tratar do assunto com mais pessoalidade: tenenteromualdo@gmail.com.

Ainda assim, explico:

Judas tirou essa declaração de livros que não fizeram parte do Canon hebraico. O livro chamava-se Assunção de Moisés e se encontra parcialmente destruído. Entretanto, não há nenhuma indicação de que Moisés tenha sido ressuscitado, mesmo no tal livro Assunção de Moisés.

Como não há explicação biblicamente clara para a contenda pelo corpo, a gente deve responder a essa sua pergunta com outra pergunta:

Se Deus ressuscitou Moisés, por que não permitiu que o povo o visse, tal como fez Jesus no caso de Tabita e Lázaro? Não seria uma prova maravilhosa do poder de Deus?

Aguardo seu email.

Abraços,

Diego Romualdo

WILTON VILLOTE RODRIGUES disse...

Amados do Senhor, Como é de conhecimento dos irmãos, a Letra mata mais o Espirito vivifica.Nosso proposito como discípulos do Senhor é nos edificarmos mutuamente, pois o Dia Glorioso da volta do Senhor, esta próxima. Li recentemente nas Escrituras Sagradas um depoimento do nosso amado apóstolo Paulo diante do rei Agripa, quando o mesmo declarou que Nosso Senhor Jesus Cristo foi o "PRIMEIRO DA RESSURREIÇÃO DOS MORTOS". Atos 26.23.
Como podemos observar o Senhor Jesus foi o primeiro a tornar a viver para nunca mais morrer. Ele é as primícias neste sentido. O Corpo Glorificado até então só Ele recebeu. Não podemos fugir da Santas Escrituras. Sejamos como os Cristãos de Beréia. Paz nos seja multiplicada.

WILTON VILLOTE RODRIGUES disse...

Todos nós discípulos do Senhor Jesus , sabemos que somente iluminados pelo Santo Espirito de Deus podemos compreender as Santas Escrituras. Então juntos com os amados do Senhor, intercedemos para que em nome do Senhor Jesus sejamos iluminados para entender de uma vez por todas que o Senhor Jesus foi o primeiro a reviver para nunca mais morrer. O apostolo Paulo deixa de forma esclarecedora em Atos 26.23 a seguinte declaração sobre a ressurreição do Senhor Jesus ao rei Agripa:" ... isto é, que o Cristo deveria padecer e, sendo o PRIMEIRO DA

RESSURREIÇÃO DOS MORTOS,anunciaria a luz ao povo e aos gentios. " Observamos que Nosso Amado Salvador é sim, o primeiro a reviver tendo seu corpo transformado da corruptibilidade para a incorruptibilidade, tornando-se imortal, o que não aconteceu até então, de acordo com o texto Sagrado a mais ninguém, inclusive nosso querido e respeitado Moisés, que aguarda a semelhança de todos os demais que reviveram e morreram novamente, como mencionado por comentarista acima, sua ressurreição dentre os mortos.Este texto Sagrado é bem esclarecedor que Jesus é o PRIMEIRO e não Moisés. NADA PODEMOS CONTRA A VERDADE. Partindo desta declaração iluminada do Espirito, concluamos que Moisés permanece morto fisicamente.A luz de Atos 26.23 convido você a ver e ouvir o Vídeo a seguir:

http://www.youtube.com/watch?v=X9qMDKbeN8w


Deus abençoe a todos ricamente. Paz

Samuel Nascimento da Silva disse...

Se jesus é a primicias dos mortos, novo tipo de ressurecao, qual objetivo da condenda de jd 1.9?? Eu creio dormir na biblia esta falando do corpo na condicao presente inerte. Ao comparar com um corpo vivo que louva, fala , lembra, conhece etc.

Samuel Nascimento da Silva disse...

Olá pessoal, a paz do Senhor Jesus.

Pelo que conheço do adventismos a biblia está no mesmo nível de inspiração dos escrito da profetiza Ellen White, o que ela "disse e escreveu "tem que ser aceito pelos fieis. Aproveito aqui para parabenizar todos pelo debate e que seja para edificação espiritual de todos. Sempre leio esses debates.

Samuel Nascimento da Silva disse...

Olá pessoal,

Ao ler o debate sobre o tema: Moisés foi ressuscitado? Eu, ao ler a biblia , cheguei a conclusão defendida pelo irmão Romualdo. Moisés não pode ser as primícias dos mortos, isto é, ter a primazia de uma ressurreição para não mais morrer ao contrário do que aconteceu com todos os outros que passaram pela ressurreição antes, durante e depois de Jesus. Aqueles foram todos mortos novamente. A explicação é outra para o evento da aparição de Moisés com Jesus muito tempo depois. Deus abençoe a todos.

WILTON VILLOTE RODRIGUES disse...

Paz. Samuel e a todos os leitores. Creio que a contenda entre o arcanjo Miguel e Satanás pelo corpo de Moisés morto, segundo as Santas Escrituras, foi que Satanás não desejou que o corpo fosse enterrado, mas encontrado pelos Israelitas, pois os mesmos iriam idolatrá-lo, como , infelizmente era a tendência dos mesmos.O corpo dele tanto estava morto que Deus respeitou o período de 30 dias que eles prantearam a morte do mesmo. Dt. 34.8. Se ele estivesse vivo Deus não permitiria este tempo de sofrimento em vão dos Judeus que tanto o amavam.
Quanto ao termo DORMIR nas Escrituras, realmente se refere ao CORPO, na sepultura que aguarda o chamado de Deus para ressurreição.
O espirito, que foi FORMADO dentro do corpo do ser humano volta para Deus, afim de ser encaminhado para o seu destino, que futuramente retornará ao seu corpo ressurreto e futuramente seguirá completo para o destino eterno e final, de acordo com a decisão que tiver feito através de sua estada aqui em nosso planeta Mt 25. 46 ( colasin aionion ) e ( dzoen aionion ).
Enquanto não acontece a ressurreição, o espirito, dos verdadeiro cristãos, convertidos, salvos pelo Sangue precioso de Jesus , encontra-se em Sua bendita presença, já desfrutando de Sua companhia maravilhosa e consoladora. Fl. 1.21-23.
Paz vos seja multiplicada.

WILTON VILLOTE RODRIGUES disse...

EM TEMPO: O texto que nos fala do ESPIRITO FORMADO dentro do homem, esta registrado em Zc.12.1.
Deus nos ilumine a todos.
Paz

Samuel Nascimento da Silva disse...

Caro Wilton,

Tambem concordo com esse pensamento.

Graça.

Samuel Nascimento da Silva disse...

Olá a todos e que Deus nos ajude a compreender a sua santa palavra.

Se Moisés está morto ainda fisicamente, espiritualmente ele pode dialogar com Deus, isto é, e ou com Jesus conforme relatada na santa palavra??? Por favor comentem, se possível.

Graça para todos.

WILTON VILLOTE RODRIGUES disse...

Paz Samuel e a todos que participam direta e indiretamente deste blog.
Conforme observamos no texto Sagrado, quando o Senhor Jesus levou, Pedro, Tiago e João, para o monte, o qual , cumpriu-se a Palavra do Senhor em Mt. 16.28 e Ele transfigurou-se. Naquela oportunidade vemos aparecer Moisés e Elias. Conforme observamos nos comentários acima , não temos base bíblica para afirmarmos que Moisés ressurgiu com o corpo glorificado, pois somente o Senhor Jesus foi o PRIMEIRO a receber o corpo glorificado, para nunca mais morrer At.26.23 ( testemunho do Apostolo Paulo ao rei Agripa). Meditando na Palavra, sem interferência de nenhum comentário extra-biblico, concluímos que Moisés apareceu e dialogou com o Senhor Jesus no componente imaterial e indestrutível em sua constituição , que é o espirito formado pelo criador dentro do corpo humano, que segue para a presença de Deus e com Ele tem comunhão, quando o corpo fica dormindo sem consciência no ato da morte fisica como acontece aos animais irracionais, a materia vai para a terra e voltará ao pó.( não podemos esquecer de meditar no v. 21 de Ec.3, que nos fala que o folego de vida do homem se DIRIGE PARA CIMA e o dos animais para baixo, para a terra ), esclarecendo ainda mais nossa conversa. Zc. 12.1; Fl. 1.23 e Ec.3. 20.
Outra passagem também esclarecedora é quando a Palavra declara, que nosso Deus não é Deus de mortos e sim de vivos. Ele continua sendo o Deus de Abraão , Isaque e Israel, pois apesar de seus corpos estarem mortos aguardando a ressurreição, o componente imaterial indestrutível em sua constituição permanece vivo consciente diante do Altíssimo Deus, o qual nos criou a Sua imagem e semelhança e não como os animais irracionais.
Deus o Santo Espirito Autor e Iluminador de nossas mentes, para entendermos Suas Santas Palavras. Ao Pai, Filho e Espirito Santo, a Glória pelos séculos dos séculos, Amém !!!

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos