Feng Shui


Por Márcio Souza

Praticado na China há milhares de anos, o Feng Shui chegou ao Ocidente em pleno final de milênio como uma espécie de nova ciência do ano 2000. Feng Shui é uma antiga arte chinesa de criar ambientes harmoniosos, oferecendo, dessa forma, um sistema completo ligado intimamente à natureza e ao Cósmico.

Originou-se há cerca de 5000 anos, nas planícies agrícolas da China Antiga. A tradução literal do termo Feng Shui é Vento-Água. Mas, para os chineses, significa muito mais do que isso. Acreditam eles que essa arte é como o vento, que não se pode entender, e como a água, que não se pode agarrar. O Feng Shui está baseado nos ensinamentos codificados por Lao Tsé, que inclu­em o Yin-Yang, os cinco elementos e os Triagramas (zodíaco chinês) Yi-Jing.

COMO FUNCIONA O FENG SHUI

O objetivo do Feng Shui é atrair a energia positiva e, dentro do possível, eliminar e/ou afastar a negativa. Defende a vida em harmonia com o meio ambiente e suas linhas de energia, de modo que haja um equilíbrio adequado entre as forças da natureza. Essas energias invisíveis, positivas e negativas, podem produzir harmonia e discórdia, saúde e doença, prosperidade e pobreza.

A energia positiva os chineses chamam de Sheng Shi ou respiração cósmica do Dragão. A negativa de Shar Shi ou sopro da morte. A presença de objetos agudos ou pontiagudos ou estruturas causa o sopro da morte (Shar Shi), que por sua vez pode ser controlada através da localização de um imóvel, sua arquitetura, sua decoração ou disposição interior (posição dos móveis, objetos, cores etc). Com isso o Feng Shui oferece uma variedade de soluções para evitar e combater o sopro da morte, capacitando os seus adeptos a diagnosticar ambas as situações.

OS PRINCÍPIOS DO FENG SHUI

Os chineses acreditam que existem duas forças cósmicas, duas energias opostas que formam o universo e tudo o que nele há. Essas duas energias são chamadas de Yin e Yang. A força positiva do bem, da luz e da masculinidade é o Yang. A essência negativa do mal, da morte e da feminilidade é o Yin. Eles consideram que tudo no mundo é composto de elementos opostos chamados Yin e Yang. Em conjunto, esses elementos constituem um todo equilibrado conhecido como Tao ou Caminho, o eterno princípio da harmonia entre o céu, a terra e o universo, cuja respiração é chamada Chi.

Quando esses elementos não estão equilibrados, o ritmo da natureza é interrompido com desajustes, resultando conflitos. Para os chineses, a harmonia e o funcionamento ordeiro do universa é uma manifestação denominada Tão. O Tão é uma espécie de vontade ou legislação divina, que existe no universo e o regula. Contrariando esse ensino vago e impreciso de uma energia que promove o equilíbrio do universo, lançamos mão da linguagem bíblica exposta por Paulo aos atenienses. O texto diz o seguinte:
"O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas; porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração" (At 17.24-25,28).
Logo, tudo depende de Deus e não de uma suposta energia (coisa inanimada) que proporcionaria equilíbrio ao universo.

OS CINCO ELEMENTOS

Os chineses acreditam que as interações dos cinco elementos —terra, madeira, fogo, metal e água podem ser combinados para criar boa ou má sorte no ambiente físico. Esses elementos estão envolvidos em dois tipos: o ciclo produtivo e o ciclo destrutivo. No ciclo produtivo (positivo), o fogo produz a terra, que produz o metal, que produz a água, que produz a madeira, que por sua vez produz o fogo. No ciclo destrutivo (negativo), a madeira destrói a terra, a terra destrói a água, a água apaga o fogo, o fogo derrete o metal, que por sua vez derruba a madeira.

Segundo esses relacionamentos cíclicos, o praticante do Feng Shui pode alterar as energias de sua casa ou de seu local de trabalho usando o sistema chinês de orientação combinando a data e a hora do nascimento das pessoas de acordo com os elementos. A intenção do Feng Shui é gerar harmonia no ambiente, localizando essas energias. Para entender melhor esse ciclo, alguém, por exemplo, que tenha nascido no ano fogo, segundo o calendário chinês, não pode ter água demais em casa. Deve-se, portanto, evitar tanques, fontes, aquários e objetos de cor azul-escuro ou preta (cores da água), porque no ciclo destrutivo a água destrói o fogo. Por outro lado, seria ideal ter plantas e objetos verdes (representando a madeira), pois a madeira produz fogo no ciclo produtivo. Com o uso de uma bússola é possível identificar a direção de cada um dos cinco elementos.

OS CINCO ELEMENTOS E SUAS PROPRIEDADES
- O fogo é vermelho uma cor auspiciosa. O fogo é também verão e representa o sul.
- A água é preta ou azul-escuro. Representa o inverno e é colocada no norte.
- A madeira é o leste e é representada pela cor verde. Sua estação é a primavera.
- O metal é branco e, algumas vezes, dourado. O metal simboliza o oeste. Sua estação é o outono.
- A terra é amarela ou marrom. Representa o centro.
PA KUA

É o principal símbolo de referência na prática do Feng Shui. E também uma espécie de ferramenta de diagnóstico para localizar as energias, muito aplicada em relação aos pontos cardiais.

A origem do Pa Kua é baseada nos triagramas do I Ching (O Livro das Mutações, considerado como texto divino) adaptado para o Feng Shui.

O Pa Kua está dividido em oito setores, identificados de acordo com as direções da bússola. Cada setor é conhecido como uma aspersão de vida. As aspirações de vida são: Chien (Noroeste, pessoas úteis ou mentoras), Kan (Norte, perspectiva profissionais), Ken (Nordeste, educação), Chen (Leste, família, relacionamentos e saúde), Sun (Su­deste, riquezas e prosperidade), Li (Sul, reconhecimento e fama), Kun(Sudoeste, perspectiva de casamen­to e felicidade conjugal) e Tui (Oes­te, sorte dos filhos).

Depois de descobertas essas aspirações, basta definir e saber os objetivos, decidindo-se por riqueza, saúde, fama etc. Para tanto, é importante saber ativar ou criar os bons fluxos do Chi (força superior que permeia todo o universo) nesta área, verificando a direção no Pa kua. Por exemplo, se é dinheiro que se deseja, é só fazer algo em relação ao lado sudeste. Se for saúde, é só ativar o lado Leste, e assim por diante.

O QUE O FENG SHUI PODE FAZER POR VOCÊ?

A doutrina central do Feng Shui é que a humanidade viva em harmonia com o ambiente, em equilíbrio e simetria com a terra. O Feng Shui reúne tudo isso num amplo corpo de princípios que promete prosperidade e abundância, paz e serenidade, além de saúde e longevidade para aqueles que construírem sua casa de acordo com suas diretrizes, que defendem a harmonia e o equilíbrio. O peixe para os chineses representa o sucesso. Ter um aquário ou algo que exiba o símbolo do peixe, como vaso, quadro ou uma pintura são vistos como excelentes ativadores da riqueza. UM belo vaso chinês representa boa saúde. Os cristais melhoram a vida social e as perspectivas de casamento da pessoa. Fuk, Luk, Sau, os deuses da riqueza, do prestígio social e da longividade, respectivamente, são encontrados nas salas de jantar ou de estar de quase todas as residências chinesas em todo o mundo. Eles são os mais importantes - e mais populares — dos deuses simbólicos do panteão chinês. Raramente são venerados, Os chineses acreditam que o simples fato de terem suas imagens dentro de casa já é suficiente para atrair a boa fortuna que eles significam.

Segundo a crença chinesa, existem no universo duas energias: o Sheng Chi (benéfica) e o Sha Chi (maléfica). Um dos objetivos do Feng Shui é determinar o lugar em circulam essas energias para neutralizá-las. Ensina também que existe um modo natural e correto para realizar todas as coisas, e que tudo têm o seu devido lugar e sua devida função para que possa atingir o equilíbrio. Esse equilíbrio, por sua vez, é possível por meio das cores, dos elementos da natureza, dos formatos dos objetos, dos objetos moventes, dos sons, das luzes, das plantas, espelhos e outras coisas. Tudo deve ser utilizado com muito cuidado, pois pode trazer efeitos indesejados se mal empregados.

O FENG SHUI E O TAOÍSMO

Segundo os ensinamentos do Taoísmo, o Tao (caminho) é considerado a única fonte do universo.Essa fonte é eterna e determina todas as coisas. Os taoístas crêem que quando os eventos e as coisas passam a existir em harmonia natural com a força macrocósmica, então existe paz.

O Taoísmo procura levar o homem a uma harmonia com a natureza através do livre exercício dos instintos e imaginações.

O Feng Shui incorpora essas crenças do Taoísmo ao seu modo de viver não em relação à pessoa, mas ligando-as à construção, à arquitetura, ao ambiente e, com isso, influencia o destino de seu praticante.

O FENG SHUI E A FELICIDADE DO HOMEM

Para os praticantes do Feng Shui, o mundo é composto pelos elementos opostos: Yin-Yang, o negativo e o positivo, que, quando não estão equilibrados, resultam em conflitos. O problema do equilíbrio humano não é resolvido com a localização ordeira de nossa casa dentro das leis do Feng Shui. O problema da desarmonia no lar e na sociedade é decorrente da falta de harmonia entre o homem e Deus.
"Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido para não poder ouvir. Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça" (Is 59.1-2).
Esse mal precisa ser erradicado da vida de cada pessoa e o meio eficaz para isso é aceitar a Cristo como Salvador. Cristo é único que veio ao mundo para outorgar paz ao coração dos homens. Um dos títulos atribuídos a Jesus Cristo na Bíblia é o de príncipe da paz (Is 9.6). Durante o seu ministério Ele proclamou:
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize" (Jo 14.27).
A Palavra de Deus declara que o diabo, o príncipe deste mundo, promove discórdia entre os homens:
"O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância" (Jo 10.10). 
"Sabemos que somos de Deus e todo mundo está no maligno" (1 Jo 5.19). 
A vida de virtudes éticas pode ser atrativa, mas falha quando se trata da natureza pecaminosa do homem, porque como disse Davi:
"Eu nasci na iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe" (51 51.5).
Respeitar as leis ou preservar a natureza gera bem-estar tanto no homem como na terra, mas isso não é, nem nunca foi, a base de devoção religiosa para solucionar nossos problemas diários. O Feng Shui oferece cura através da mudança no meio ambiente. Mas Jesus oferece a cura da alma por meio dele próprio:
"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para vossas almas" (Mt 11.28-29).
A cura oferecida por Jesus não depende de mudanças de objetos dentro do lar, mas da fé (Rm 10.9-10,13):
"Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si, e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos trás a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados" (Is 53.4-5; Mt 8. 16-17).
O Feng Shui oferece riquezas pelo simples fato de colocar peixes na localização correta, isso é muito chamativo, pois todos nós precisamos de dinheiro. Mas tal ensinamento não passa de superstição. E o trabalho honesto que nos proporciona os meios de vida necessários:
"Digno é o trabalhador do seu salário" (1 Tm 5.18). 
O dinheiro ganho pelo jogo de azar ou por meios supersticiosos pode ajudar, mas não pode trazer felicidade, porque quanto mais se tem mais se quer. O apóstolo Paulo disse:
"O amor ao dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores" (1 Tm 6.10).
Jesus alertou-nos que o mais importante é a alma:
"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?" (Mt 16.26). 
Para os praticantes do Feng Shui, a idolatria não é um problema, visto que possuem imagens de deuses (Fuk, Luk e Sau) dentro de casa para atrair boa fortuna. A idolatria é algo que Lao Tse escreveu: Havia algo incompleto e indefinido, que veio à existência antes do Céu e da Terra. Quão parado e sem forma era, sozinho, sem qualquer alteração, ocupando tudo, mas sem perigo de ficar exaurido! Isso pode ser considerado a Mãe de todas as coisas. Não sei o seu nome, e chamo-o de Tao (o Caminho ou Curso).

Deus sempre condenou nas Escrituras: 
"Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura" (Is 42.8).

"Tornarão atrás e confundir-se-ão de vergonha os que confiam em imagens de escultura, e dizem às imagens de fundição: Vós sois nossos deuses" (Is 42.17).
"Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás" (Êx 20.4-5).
LUTA ESPIRITUAL

A proposta que o Feng Shui oferece é contrária à realidade apresentada pela Palavra de Deus. A nossa luta é espiritual:
"Não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes" (Ef 6.12).
"Irmãos, sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão buscando a quem possa tragar; ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre vossos irmãos no mundo" (1 Pe 5.8-9).
A verdadeira paz e harmonia no lar se obtêm na pessoa de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, como ele mesmo declarou:
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo­-la dou como o mundo a dá" (Jo 14.27).
"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim" (Jo 14.1).
Fonte: Defesa da Fé

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog