Deus tem dedos? Êxodo 31:18



PROBLEMA: Este versículo diz que as tábuas dos Dez Mandamentos foram "escritas pelo dedo de Deus". Mas a Bíblia diz também com firmeza que "Deus é espírito" (Jo 4:24) e que espíritos não têm "carne nem ossos"(Lc 24:39). Como, então, pode Deus ter dedos?

SOLUÇÃO: No sentido literal, Deus não tem dedos. A expressão "dedo de Deus" é uma figura de linguagem que indica o envolvimento direto de Deus na produção dos Dez Mandamentos. Essa figura é chamada de antropomorfismo (falar de Deus com termos humanos).

A Bíblia usa muitas figuras de linguagem ao referir-se a Deus, inclusive "braço" (Dt 7:19), "asas" (SI 91:4) e "olhos" (Hb 4:13). Nenhum desses casos deve ser tomado literalmente, embora todos eles descrevam alguma coisa exata e verdadeira sobre Deus. Por exemplo, embora na verdade Deus não possua braços, ele pode e estende verdadeiramente a sua força, para fazer grandes coisas que, se fossem feitas por homens, requereriam fortes braços.

MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia - 
Norman Geisler - Thomas Howe.

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog